De escravo a patrão. No século XXI o Brasil ainda não mudou.

Sou uma pessoa que acredita em muitos ideais considerados liberais, como,por exemplo, a flexibilização dos contratos de trabalho e a liberdade de negociação entre patrões e empregados e de associação, sem intervenção do estado (isto é, sindicatos devem operar como num mercado e não devem ser mantido a custa de tributos, mas apenas de contribuições … Continue reading De escravo a patrão. No século XXI o Brasil ainda não mudou.

Estar

Meu ser que não passa de milhões de terminações nervosas, de sentidos abertos para tantos estímulos que em alguns momentos me é insuportável viver, e em outros é insuportável não ter cada sentido inundado, como se a não saturação extrema me fizesse sentir vazia. Hoje, eu queria um rapaz ao meu lado na minha cama, … Continue reading Estar

No ar

Sinto meus pés fora do chão. Há um nada sob eles que me agonia. Busco pernas nas quais entrelaçar as minhas e acho mãos autoritárias que as abrem, enquanto quadris pesados se encaixam nos meus. A penetração é dura e forte. Ele é grande, mais largo. Não sei se estou excitada, há mais confusão do … Continue reading No ar